Saladah

Grupo Sal

A Saladah é um projeto sem briefing. Mas tem dois objetivos claros: exercitar o nosso processo de criação e promover a experimentação textual e gráfica.

A cada edição, nós escolhemos um conceito para influenciar a criação. Na sequência, convidamos um grupo variado de pessoas para colaborar com as suas interpretações pessoais do tema definido. São ilustradores, fotógrafos, poetas, artistas e jornalistas que nos ajudam a criar as pautas, imagens e histórias que, durante o processo, sofrem interferências diversas, criando uma relação de coautoria de conteúdo. As imagens e textos produzidos são reorganizados na diagramação para se transformar na revista Saladah.

O briefing é não ter briefing. Os temas servem para influenciar a criação, não para direcioná-la.

Assim que recebemos as primeiras imagens e textos dos colaboradores, ampliamos algumas fotos e convidamos alguns artistas para as Saladah Sessions, sessões de criação coletiva que acontecem em nossa sala de reunião. Aqui nascem ideias, colagens irreverentes e muito desenho à mão livre.

A Saladah é uma revista em criação.

A grande diferença entre a nossa Saladah e os projetos que encaramos e entregamos diariamente, além da liberdade criativa, é a vivência de um processo de produção tátil e orgânico. Se, no nosso dia a dia, exercitamos a objetividade e a assertividade da comunicação, aqui, a experimentação revela caminhos diversos e bem sutis, produzindo uma comunicação sinestésica.

Nesse mundinho acelerado em que a gente vive, a Saladah virou uma ótima desculpa para reunir bons amigos, trocar ideias e inventar um bocado. Um projeto amador no sentido real da palavra: de quem faz por que gosta, de quem faz por amor. A Saladah é uma revista gratuita.

Voltar para o portfólio